Notícias

A- A+

Diagnóstico precoce e tratamento eficaz levam à cura

03/2017

Objetivo é interromper a cadeia de transmissão da doença

Dra. Sandra Reis Duarte: “O sintoma mais comum é a tosse com secreção, acompanhada de febre, calafrios e perda de peso”

Dra. Sandra Reis Duarte: “O sintoma mais comum é a tosse com secreção, acompanhada de febre, calafrios e perda de peso”

A próxima sexta-feira (24) é o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta a tuberculose como a doença infectocontagiosa que causa mais mortes no mundo. A pneumologista cooperada da Unimed Maceió, Dra. Sandra Reis Duarte, destaca a importância do diagnóstico para evitar a transmissão desse agravo que atinge milhares de brasileiros.

A tuberculose é causada pelo Mycobacterium tuberculosis, também denominado bacilo de Koch. A transmissão é por via aérea, de pessoa a pessoa, quando, ao espirrar ou tossir, são expelidas pequenas gotículas de saliva que podem ser aspiradas por outro indivíduo. “O sintoma mais comum é a tosse com secreção, com duração de 3 semanas, acompanhada de febre, calafrios e perda de peso”, afirma a médica. O diagnóstico é realizado pelo exame do escarro, que é simples, e o resultado é obtido em 24 a 48 horas.

“A melhor forma de prevenir a transmissão da doença é fazer o diagnóstico precoce e iniciar o tratamento adequado. A tuberculose tem cura e o tratamento tem como objetivo interromper a cadeia de transmissão e reduzir a incidência da doença”, explica Dra. Sandra Reis Duarte.