Notícias

A- A+

Na frequência certa

04/2017

Falar alto e por muito tempo e não se hidratar de forma correta pode ser prejudicial à saúde vocal

Assessoria de Comunicação - Unimed Maceió Dr. Wilson Gama Júnior: “É importante manter bons hábitos alimentares, praticar exercícios físicos e evitar o fumo, excesso de café e álcool”

Dr. Wilson Gama Júnior: “É importante manter bons hábitos alimentares, praticar exercícios físicos e evitar o fumo, excesso de café e álcool”

Você sabe cuidar da sua voz? Adota medidas simples, como evitar falar alto e por muito tempo? Costuma manter repouso vocal e sempre se hidrata? Se não anda fazendo isso, é bom repensar seus hábitos. Para alertar a população sobre a importância da voz humana para a saúde, o dia 16 de abril é dedicado mundialmente ao tema. O otorrinolaringologista da Unimed Maceió, Dr. Wilson Gama Júnior, destaca ainda cuidados com a alimentação, prática de exercícios físicos e abandono do tabagismo.  

Os profissionais que têm a voz como instrumento de trabalho devem redobrar a atenção com os cuidados.  “Professores, palestrantes, cantores, locutores, operadores de telemarketing, entre outros, necessitam de um ambiente silencioso, que não os façam aplicar maior intensidade na voz. O uso de microfones e a prática de exercícios vocais, antes e após as atividades, são importantes, principalmente para cantores e locutores. É fundamental também uma hidratação diária adequada durante o trabalho”, recomenda o médico.

A prevenção às doenças ligadas à voz passa por bons hábitos, como uma dieta saudável e fugir do sedentarismo e fumo. “Além disso, é importante evitar o excesso de café, álcool e alimentos gordurosos. E, em casos de disfonia [perda parcial da voz] persistente, com sintomas superiores a 15 dias, procurar um otorrinolaringologista”, afirma Dr. Wilson Gama Júnior.